gvSIG 1.9: Conversão arquivos dbf para shapefile

4
Para dar continuidade ao tutorial sobre georreferenciamento, vou converter as coordenadas do raster para dbf e depois transformar em shapefile no gvSIG.

Em primeiro lugar, precisamos obter a planilha com as coordenadas XY.

O próximo passo é converter essa planilha para dbf. Existem três métodos práticos:

– Utilizar o Excel 97/2003 para exportar o arquivo no formato dBase IV;
– Utilizar o Access 2007 para importar o arquivo xls e exportar no formato dBase IV;
– Utilizar o BrOffice.org Calc para exportar o arquivo no formato dBase.

Utilize o processo mais apropriado. Para exportar através do Excel 97/2003 ou BrOffice.org Calc, basta clicar no menu Arquivo > Salvar como e selecionar o formato de arquivo dBase. Para utilizar o Access 2007 no processo de exportação, utilize o tutorial que escrevi nos tópicos anteriores.

No gvSIG, clique na opção Tabela na janela Gestor de Projetos. Crie uma Nova Tabela e aponte para o local do disco rígido onde você exportou o arquivo XLS para DBF.

Basta abrir o arquivo para o gvSIG e carregar a tabela na Vista:
Para converter DBF em shapefile, utilize a função presente na extensão Sextante:
Localize o algoritmo de conversão clicando em Tools for point layers > point layers from table.
Especifique o diretório de saída e os campos que correspondem aos eixos XY.
Clique no botão OK para finalizar a operação. As coordenadas do arquivo dbf foram convertidas para shapefile de ponto com sucesso!
Nas tarefas simples, o gvSIG cumpre sua tarefa. Futuramente vou trabalhar com o modo Layout para analisar a forma como o gvSIG se comporta com dados que serão plotados.

4 Comentários

  1. Segui o caminho e fiquei aqui:
    No Orkut tem uma ambiente que tira dúvidas e alguém mandou algum material (Jorge Santos) veja em: http://processamentodigital.blogspot.com/2009/11/convertendo-arquivos-dbf-para-shapefile.html
    Foi muito útil pois já baixei do Access para dBase e funcionou a tabela no gvSig. Muito interessante e mais fácil do que o caminho pelo MapInfo…
    Já consegui os dados do SEXTANTE mas não estou conseguindo disponibilizar para o gvSig 1.9 sugerido a busca que fiz cheguei a http://forge.osor.eu/plugins/wiki/index.php?Descargas&id=13&type=g
    Baixei os dados e expandi os arquivos. Uma quantidade grande de arquivos compactados de …sextante 0,5. Agora não sei onte colocar e não achei nenhum SETUP.Na verdade estou perdido…
    ==============
    Veja minha dúvida…

  2. Prezado Lidney
    Sextante é um conjunto de ferramentas para o gvSIG que não está incluso no pacote de instalação do programa. Esse deve ser o motivo pelo qual a ferramenta não deve estar disponível na sua tela. Você precisa baixar e instalar essa extensão através do seguinte link:
    .
    Se você utiliza a versão 1.1 ou 1.2 do gvSIG, baixe esse Sextante:
    .
    http://forge.osor.eu/frs/download.php/419/sextante_gvsig_installer_en-0.3.jar
    .
    Se você utiliza a versão 1.9 do gvSIG, baixe esse Sextante:
    .
    https://gvsig.org/web/projects/gvsig-desktop/devel/
    .
    Role a página até o final para encontrar a extensão. O procedimento para instalar a extensão Sextante foi detalhadamente postado no meu blog e vale para ambas as versões:
    .
    http://processamentodigital.blogspot.com/2009/12/instalacao-da-extensao-sextante-para.html
    .
    Qualquer dúvida pode entrar em contato. Após você aixar e instalar, você pode prosseguir com o processo de transformação dos dados do DBF para SHP.
    Enquanto você baixa o Sextante, existe outro procedimento muito interessante que pode resolver o seu problema: no gvSIG, você pode transformar a tabela com os dados do DBF em EVENTOS, depois exportar os EVENTOS para SHAPEFILE. Está tudo muitíssimo bem explicado no sensacional blog Geoprocessamento para Linux. Veja você mesmo:
    .
    http://geoparalinux.wordpress.com/2010/01/11/espacializar-a-partir-de-lista-de-pontos-no-gvsig-1-9/
    .
    Qualquer dúvida estamos aí.
    .
    _________________
    Jorge Santos
    Técnico em Geoprocessamento
    http://processamentodigital.blogspot.com/
    http://twitter.com/jpsantos2002
    Skype: jorgepsantos2002

  3. Estou muito impressionado com a forma como explica todo o procedimento. sou geodista mas estou comecando agora a me lidar com o Gis e acho que isto vai me ajudar bastante. Quero poder usar dados de levantamentos classicos com o teodolito para os modernos. nao tenho como comprar instrumentos como totalstation ou GPS diferencial.

    Hilario Nhancume

DEIXE UMA RESPOSTA