Quantum GIS: Operações entre Polígonos – Diferença Simétrica

4

O leitor Thiago propõe uma questão interessante via e-mail:

(…)”No lugar onde estariam os rios está um “vazio”. É como se o shape estivesse “dividido em dois”. Eu gostaria que esse vazio fosse transformado em polígonos.”

O exemplo acima demonstra que as geometrias de polígono estão corretamente fechadas, porém o rio está ausente. Para corrigir esse problema, você pode utilizar a Diferença Simétrica. O procedimento é simples e a lógica pode ser aplicada em outros aplicativos SIG.

Diferença Simétrica no Quantum GIS

PRIMEIRO PASSO: Backup de todas as camadas de origem.

SEGUNDO PASSO: Caso seu arquivo contenha muitas ilhas, selecione e mescle todas as entidades num único elemento do shapefile. Para mesclar feições selecionadas no Quantum GIS, leia o tutorial publicado no blog Geoprocessamento para Linux.

TERCEIRO PASSO: após unir as eventuais ilhas, criar um novo shapefile e desenhe um polígono com fronteiras superiores à camada das ilhas. Salve esse polígono:

QUARTO PASSO: No Quantum GIS, clique no menu Vetor – Ferramentas de Geoprocessamento – Diferença Simétrica:

Informe as camadas na seguinte ordem:

  • Entrar com Camada Vetorial: polígono cujas ilhas foram mescladas;
  • Camada de Diferença: polígono criado com limites superiores;
  • Local de Saída: Pasta do computador onde o novo arquivo será salvo.

Resultado parcial da operação:

QUINTO PASSO: recorte a área excedente da camada. No Quantum GIS, use a ferramenta para Dividir Feições:

Para excluir uma parte recortada, selecione-a e use a ferramenta Excluir Seleção para eliminar os excessos. Termine a edição e salve as modificações:

Resultado  Final:

Fim do tutorial. Tudo que o Thiago precisa fazer a partir de agora é anexar o rio criado às demais camadas do shape original.


Envie suas sugestões e dicas para o e-mail contato@processamentodigital.com.br

4 Comentários

  1. Bom dia Jorge,
    estou tentando utilizar esta ferramenta de diferença simétrica mas estou encontrando problemas.
    Segui o passo-a-passo descrito acima mas não obtive o resultado esperado.
    No meu caso eu preciso identificar (delimitar em arquivos shp), em uma bacia hidrográfica,o que é Fragmento Florestal e o que é pastagem.
    Como na bacia em que estou estudando a maior parte do solo é ocupada por pastagem, resolvi delimitar os fragmentos florestais (criando shapes baseado em imagens, de maneira manual) e por diferença iria achar o que era pastagem.
    Para isso usaria o shp do limite da bacia e o shp do fragmento florestal e geraria o shp da pastagem, por diferença.

    Mas como resultado estou obtendo outro shp sobreposto ao shp dos fragmentos florestais.

    Fiz tudo exatamente como esta descrito acima.
    será que poderia me ajudar.
    Desde já agradeço pela atenção.

DEIXE UMA RESPOSTA