Nasa se prepara para lançar a próxima missão de observação da Terra

0
WASHINGTON – A mais nova missão de observação e pesquisa da Terra será lançada no dia 23 de fevereiro, da Base Aérea de Vandenberg, na Califórnia. O satélite Glory pretende estudar como o Sol e as partículas em suspensão na atmosfera (aerossóis) afetam a temperatura da Terra. O satélite vai se juntar a uma frota chamada Afternoon Constellation ou “A-train”, grupo de satélites de observação que inclui as naves Aqua e Aura, da Nasa.

– O Glory vai ajudar os cientistas a atacar uma das maiores questões das mudanças climáticas identificada pelo Painel Intergovernamental das Nações Unidas: a influência dos aerossois no equilíbrio de energia do nosso planeta – diz Michael Freilich, um dos diretores da missão da Nasa.

Originalmente aprovado em 2005, o Glory foi desenvolvido por um time de engenheiros e cientistas de vários setores dos EUA. O satélite chegou em Vandenberg em 11 de janeiro depois de uma viagem pelo país desde a Orbital Sciences Corporation, em Dulles.

– A nave está no local de lançamento e todas as inspeções e testes elétricos estão sendo feitos – diz Bryan Fafaul, gerente do projeto Glory no Goddard Space Flight Center, da Nasa.

O satélite está equipado com uma nova tecnologia para esclarecer alguns dos mais complexos elementos do Sistema da Terra. A missão levará o aerossol Polarimetria Sensor (APS) – que vai coletar dados de nove tipos de ondas diferentes para ajudar a distinguir entre os aerossois naturais e os produzidos por humanos – e o monitor de irradiância total (TIM, na sigla em inglês) – para medir a irradiância solar, que varia conforme os ciclos do Sol a cada 11 anos, aproximadamente.

Glory vai voar na órbita baixa da Terra, em uma altitude de 438 milhas, a distância aproximada de Boston a Washington. Depois do lançamento, a missão fará testes de verificação a cada 30 dias e coletará dados por pelo menos três anos.

Fonte: O Globo

DEIXE UMA RESPOSTA