Quantum GIS: Criação de Grade Vetorial com Diferentes Intervalos

3

Índice de Dados TOPODATA

 Estou publicando este tutorial para solucionar a seguinte dúvida do leitor Carlos Araújo:

Estou procurando uma maneira de gerar uma malha de coordenadas 1/5000 a partir da carta do Milionésimo e estou tentando gerar articulações com intervalos em arco de latitude e longitude, a partir da carta do brasil ao Milionésimo.

Fishnet divide a área determinada em partes iguais assim como o Hawth’s Tools.

Nosso amigo Carlos relatou as limitações para criação dessa grade vetorial com a ferramenta FISHNET do ArcGIS. No Quantum GIS, esse procedimento pode ser executado facilmente pois o programa possui um algoritmo que permite que intervalos diferentes sejam definidos para o arquivo final.

Para ilustrar esse tutorial, vamos criar uma grade vetorial para servir de referência para o TOPODATA, o Banco de Dados Geomorfométricos do Brasil. TOPODATA são arquivos SRTM4 processados e reamostrados para 30 metros. 

Navegação e Download de dados TOPODATA

Tutorial sobre TOPODATA no blog Processamento Digital:

A navegação do site de busca utiliza recursos do Open Street Map (OSM) como interface para identificação e seleção seleção dos recortes. Visite o site e faça download dos arquivos TOPODATA: http://www.webmapit.com.br/inpe/topodata/

Após o download, o modelo de elevação TOPODATA precisa passar por um pré-processamento antes de ser utilizado [1] [2].

Identificação dos Tiles TOPODATA

Segundo o INPE, os dados estão todos estruturados em quadrículas compatíveis com a articulação 1:250.000, portanto, em folhas de 1o de latitude por 1,5o de longitude. Na versão atual, os arquivos estão nomeados seguindo-se uma única notação para cada conjunto de uma mesma folha. Por exemplo, o a nomenclatura 20S525 indica que esse recorte está posicionado na latitude 20S, longitude 52,5 W (coordenadas do canto superior esquerdo de cada tile SRTM).

Criação de Grade Vetorial no Quantum GIS

Esta é a folha 1:250.000 mencionada pelo INPE no texto acima (clique para ampliar):

Para criar uma grade com base na articulação 1:250.000, clique no menu

Vetor - Investigar - Grade Vetorial

Clique no botão ‘Ajustar a partir da Camada’ para capturar as extensões da articulação 1:250.000. No campo ‘Distância entre as linhas‘, desmarque a opção ‘Manter razão 1:1′ e indique o intervalo dos recortes TOPODATA (1,5 Grau na Longitude e 1,0 Grau para a Latitude). Selecione um local de saída para o novo arquivo e marque a opção ‘Lançar Grelha como Polígonos‘. Clique no botão OK:

Confirme a opção clicando em SIM:

O novo vetor será carregado no ambiente de trabalho do Quantum GIS (clique para ampliar):

Vamos adicionar um recorte TOPODATA para verificar a posição dos tiles na articulação:

Agora que temos a grade, falta editar os rótulos de cada posição da nova folha:

Esse passo pode ser resolvido facilmente com um pouco de habilidade em Editor de Planilha de Texto e execução de algumas Tarefas de Geoprocessamento. Essas etapas podem ser localizadas no Índice de Tutoriais do Quantum GIS (Add XY Coordinates, Shapefile To Centroids, Export to CSV/XLS, Adicionar Camada com Texto Delimitado e Spatial Join).

Resultado Final

 

Faça o download da Grade TOPODATA no formato shapefile.


Envie suas sugestões e dicas para o e-mail contato@processamentodigital.com.br

3 Comentários

  1. Fiz o procedimento porém uma ampliação nos limites dos vértices da quadrícula que representaria o Tile mostrou um deslocamento de em torno de 50 cm, tem como corrigir este deslocamento? Como faço para transformar este tile em geotiff para abrir em outro GIS sem necessidade de fazer o referenciamento manual das coordenadas?

    • Cara, seguinte, esse deslocamento de 50 cm está ocorrendo em qual escala? Se você estiver trabalhando numa escala de 1:250.000, como é o caso das folhas Topodata, um deslocamento de 50 cm é desprezível e não vai comprometer o trabalho de forma alguma.

      Se você está trabalhando em projeção plana, escala 1:1000 ou 1:2500, esse deslocamento pode atrapalhar um pouco, pois essas são escala muito precisas. Agora se você estiver trabalhando em Lat/Long, o mundo não acaba se o deslocamento for de 50 cm.

      Sobre a segunda questão, não entendi bem. Você quer transformar o grid vetorial criado em arquivo raster? Se for isso, tem uma rotina chamada Rasterizar no Menu Raster do Quantum GIS. Aquele abraço.

DEIXE UMA RESPOSTA