OSSIM ImageLinker: Composição Colorida RGB

OSSIM RGB Color Composite

Sobre o OSSIM

OSSIM (Open Source Software Image Map) é um software construído sobre a biblioteca C + + que fornece avançados recursos de sensoriamento remoto, processamento de imagens e funções geoespaciais. Um rápido resumo da funcionalidade OSSIM inclui ortorretificação, correção de terreno de precisão, diversos modelos de sensores, mosaicos de grande capacidade e fusão cross-sensor (algoritmos que melhoram a precisão da fusão entre diferentes sensores). Além disso, o software fornece uma ampla gama de projeções/datum e uma grande variedade de dados em formatos comerciais e governamentais.

OSSIM é um projeto de código aberto distribuído sob a a licença LGPL.

Sobre o ImageLinker

ImageLinker traz muitas das funções subjacentes através de comandos que são acessados através de menus suspensos e diálogos. O programa também permite ao utilizador construir complexas tarefas de manipulação de
imagens através do sofisticado Editor de Cadeia Visual (VCE – Visual Chain Editor). O VCE basicamente é um recurso para automatização de tarefas e ordenamento de comandos de imagens em cadeia (imagem chain), onde cada função representa uma miniatura que  permite visualizar diversos estados da imagem.

OSSIM Visual Imagem Chain

Destaques:

  • Ortorretificação e Correção de Precisão do terreno
  • Fusão, Composição e Mosaico
  • Correspondência de Histograma e Equilíbrio Tonal
  • Modelagem de Sensor
  • Parâmetros baseados em Cadeias de Imagem
  • Acesso de arquivo nativo para mais de 100 formatos raster e vetores
  • Mais de 4000 projeções e datums
  • Integração GDAL/OGR

Instalação do ImageLinker (Windows)

Visite o link abaixo e faça o download do arquivo ossim-svn-12062011-installer.exe (63 MB). A instalação é bem simples.

http://download.osgeo.org/ossim/installers/windows/

 ImageLinker Instalação

Seleção de Bandas no ImageLinker

Vamos executar uma Composição Colorida RGB a partir de bandas separadas do sensor IRS-P6.

Execute o programa. Na janela unnamed0.prj, clique no menu File – Open Image:

Abrir imagem no ImageLinker

Selecione as bandas que você deseja compor. Das quatro bandas presentes, a composição IRS-P6 RGB que desejo criar irá utilizar apenas as bandas 5-4-3:

Seleção de Bandas do satélite IRS-P6

As imagens serão exibidas na tela. Clique no menu Window – Tile para organizar as janelas das bandas:

Organizando as janelas

Você pode encerrar todas as janelas através do menu Window – Close all. O gerenciamento das camadas pode ser realizado através do menu principal Layer, opção Manager. Encerrar as janelas através do menu Window – Close All não elimina de fato as imagens do programa ImageLinker. Você precisa utilizar o Data Manager para exibir (Display) ou remover a imagem definitivamente (Delete) do ambiente de trabalho do ImageLinker:

Data Manager: gerenciamento das camadas

Composição Colorida RGB

Clique no menu principal Layer e selecione as opções Combine – Merge Bands:

Combinando Bandas no ImageLinker

Selecione os arquivos que deseja compor e clique no botão Apply:

Selecione as bandas que serão utilizadas na composição

Uma nova imagem será criada no ImageLinker, porém as bandas não estão alocadas corretamente nos canais RGB:

Imagem colorida composta, mas a ordem das bandas está diferente

Para ordenar as bandas corretamente, clique no menu Edit (este menu está presente na janela do raster) e selecione a opção Layers:

Opção Edit Layers

Organize as bandas de acordo com o sensor desejado. Para a plataforma IRS-P6, você pode utilizar uma combinação de bandas de forma que o aspecto visual do raster IRS-P6 seja semelhante ao satélite Landsat TM:

  • Canal R: Banda 5 (Infravermelho Médio)
  • Canal G: Banda 4 (Infravermelho Próximo)
  • Canal B: Banda 3 (Verde)

Ordem das bandas do satélite IRS-P6

O resultado será uma imagem IRS-P6 em Falsa Cor. Com o recurso Auto Apply habilitado, você pode ordenar as bandas e visualizar o resultado simultaneamente:

Composição IRS-P6 Falsa Cor RGB 5-4-3 semelhante a composição 5-4-3 do Landsat-5

Armazenando a resolução Espacial no ImageLinker

Para que o ImageLinker possa utilizar a resolução do raster no arquivo de saída, pressione os botões Fit e Full Resolution. Este procedimento irá agilizar a etapa de exportação do raster.

Zoom para a resolução do raster

Exportando o Raster para GeoTiff

Na janela da imagem, clique no menu File – Save As.

Janela para Salvar a Combinação como GeoTIFF

Na janela Image Generator, o parâmetro Scale representa a resolução espacial do arquivo de saída. Para IRS-P6, o valor do pixel 24×24 é identificado. Caso você precise do arquivo WorldFile TFW, pressione o botão Edit Writer:

 Parâmetros de Saída do arquivo

Na lista de parâmetros, clique sobre a opção create_world_file e pressione o botão Apply:

 Parâmetros do arquivo WorldFile

De volta à janela Image Generator, tudo o que você precisa fazer é selecionar um diretório de saída para o raster e não esquecer de incluir a extensão .TIF no nome de saída do arquivo. Sua imagem colorida estará pronta.

Resultado Final

Imagem IRS-P6 RGB Falsa Cor – Brasília, com uma pequena manipulação nas curvas do histograma:

Imagem final Equalizada

[Alta Resolução 1728×1045 pixels ]

Comentário

Este programa é uma máquina de PDI opensource, vale a pena testá-lo no escritório ou no laboratório da universidade. Abaixo seguem algumas informações sobre o aplicativo OSSIM:


Envie suas sugestões e dicas para o e-mail contato@processamentodigital.com.br



Técnico em Cartografia, Blogueiro, Fascinado por Tecnologia e futuro Geógrafo, Jorge Santos atualmente trabalha com Geotecnologias no Rio de Janeiro. Seu objetivo é avançar sempre, sem esmorecer, rumo ao pleno conhecimento cartográfico.

4 Respostas para “OSSIM ImageLinker: Composição Colorida RGB”

  1. Jose Carlos Jr.

    dez 13. 2012

    Muito bom. Não sei se você já conhece, mas também o OPTICKS (http://opticks.org/confluence/display/opticks/Welcome+To+Opticks). Eu instalei ele uma vez, mas achei meio pesado. Um abraço.

    Reply to this comment
  2. Jorge Santos

    dez 14. 2012

    Olá José Carlos! Eu também testei o Opticks, mas tenho algumas dúvidas sobre ele na exportação porque o arquivo perde a referência espacial. Uma pena. Que venham novas versões do Opticks!

    Reply to this comment
  3. Heloisa Alencar

    dez 17. 2012

    Novidade no site Processamento Digital (Jorge Santos) confira

    Reply to this comment
  4. bacana..

    Reply to this comment

Deixe uma Resposta