Topodata – Modelo Digital de Elevação Processado pelo INPE

Topodata

O post de hoje é sobre dicas para auxiliar as pessoas a localizarem o DEM Topodata no site ou através de uma grade vetorial. Dados Topodata são livres de ruídos encontrados no SRTM clássico que precisavam ser interpolados para não comprometer o trabalho final, como pode ser observado neste exemplo

Sobre o Projeto Topodata

O projeto Topodata oferece o Modelo Digital de Elevação (MDE) e suas derivações locais básicas em cobertura nacional, ora elaborados a partir dos dados SRTM disponibilizados pelo USGS na rede mundial de computadores.

Desde que o Topodata foi lançado pela primeira vez, em agosto de 2008, o processamento dos dados foi sucessivamente inspecionado e revisado, com vistas a aprimoramentos e correções.

Página oficial do projeto: http://www.dsr.inpe.br/topodata/

Download do DEM Topodata via Interface Web

Para iniciar o processo de download do Topodata via Web, visite o endereço abaixo:

http://www.webmapit.com.br/inpe/topodata/

O SRTM Topodata cobre apenas o território brasileiro.

Mapa Índice Topodata: Navegação Web

Você está diante do Mapa Índice Topodata criado sobre uma base de mapas OpenStreetMap. Os arquivos foram sistematicamente construídos com base na articulação 1:250.000 (saiba mais). Por exemplo, para visualizar o rótulo das folhas, basta navegar até a localidade desejada:

Topodata: Navegação sobre o Mapa Índice

Para baixar a folha 06N615 que representa o relevo na parte norte do estado de Roraima, clique sobre o botão Selecionar. Em seguida, clique sobre a folha de interesse:

Topodata: Navegação sobre o Mapa Índice

Uma janela será exibida e alguns temas criados a partir do modelo de elevação original. O recorte pela folha 06N615 está disponível para download. Nosso objetivo é realizar o download do DEM no formato de raster GeoTIFF. Clique sobre o link Altitude para baixar o arquivo:

Download do SRTM Topodata

Os dados Topodata são dados contínuos e o INPE disponibiliza estes dados no formato Float Point 32 Bits.

Grade Topodata Formato Shapefile

Eu construí a grade Topodata no formato vetor com o intuito de facilitar a seleção e localização das folhas:

Grade Topodata

Na Tabela de Atributos, os campos mais notáveis são TOPO_ID e TOPO_URL:

Atributos da Grade Topodata

Com o link em mãos, você pode realizar o download de várias folhas selecionadas. Esta é mais uma opção que complementa o acesso Web.

Para realizar o download da Grade Topodata no formato shapefile, clique neste link.

Download do DEM Topodata em Lote

Em alguns casos, pode ocorrer situações em que seja necessário obter uma cobertura Topodata de áreas extensas do nosso território. Considerando o exemplo acima, podemos destacar todas as folhas Topodata que cruzam com o estado de Roraima através de um processo conhecido como Seleção por Localização. Abaixo temos o resultado:

Cobertura Topodata para o estado de Roraima

[1077 x 777 pixels]

Após destacar as folhas de interesse, basta exportar os dados tabulares para o Excel ou LibreOffice Calc. O Calc possui uma vantagem sobre o Excel porque permite a abertura do formato DBF de forma nativa. Isso facilita a seleção dos links para download:

Cópia dos links no LibreOffice Calc

A cobertura do estado de Roraima exige o download de 26 folhas Topodata. Um programa gerenciador de downloads como o Free Download Manager para Windows pode facilitar a aquisição desses MDTs.

Cobertura Topodata

Free Download Manager: Download de Links da Área de Transferência

Copie todos os links simultaneamente. Com o FDM aberto, clique no menu Arquivo – Importar – Lista de URLs da Área de Transferência:

FDM: Importa lista de URLs do Clipboard

Os arquivos serão organizados em fila. Esta é uma das formas mais práticas para realizar o download de múltiplos links.

FDM: Downloads em Fila

Topodata: Tópicos Relacionados

Segue alguns tópicos do blog que possuem conexão direta ou indireta com o DTM Topodata:


Envie suas sugestões e dicas para o e-mail contato@processamentodigital.com.br



Técnico em Cartografia, Blogueiro, Fascinado por Tecnologia e futuro Geógrafo, Jorge Santos atualmente trabalha com Geotecnologias no Rio de Janeiro. Seu objetivo é avançar sempre, sem esmorecer, rumo ao pleno conhecimento cartográfico.

12 Respostas para “Topodata – Modelo Digital de Elevação Processado pelo INPE”

  1. Heloisa Alencar

    dez 22. 2012

    Muito bom!

    Reply to this comment
  2. Fenomenal! Caro Amigo!

    Reply to this comment
  3. Heloisa Alencar

    fev 14. 2013

    ESSE CARA É DEMAIS VIU! QUE TUTORIAL DA 70!

    QUERO SER ASSIM QUANDO CRESCER!

    Reply to this comment
  4. Fabíula Sousa

    fev 14. 2013

    Esta no caminho certo então, tem tudo para ser até melhor que ele.

    Reply to this comment
  5. Heloisa Alencar

    fev 16. 2013

    Fabíula Sousa o discípulo supera o mestre! Ei de viver isso um dia com muita humildade!

    Reply to this comment
  6. Heloisa Alencar

    fev 16. 2013

    TUTORIAL PODEROSO! PARABÉNS AO BLOG!

    Reply to this comment
  7. Ricardo

    jul 04. 2013

    Consegui gerar curvas de níviel atras dos dados do topodata, mas qual é a precisão horizontal e vertical desse dados?

    Reply to this comment
  8. Danilo Vieira

    abr 17. 2014

    Eu queria saber, qual arquivo baixar para delimitar APP de encostas e topo de morro? Ou melhor usar o SRTM original?

    Reply to this comment

Trackbacks/Pingbacks

  1. Quantum GIS: Criação de Grade Vetorial com Diferentes Intervalos - 8 de março de 2013

    […] Topodata – Modelo Digital de Elevação Processado pelo INPE […]

  2. ArcGIS 10.1: Super Análise Hidrológica com Spatial Analyst - 7 de maio de 2013

    […] Topodata – Modelo Digital de Elevação Processado pelo INPE […]

  3. ArcGIS 10.1: Rescale, Reprojeção, Criação de Curvas de Nivel e Criação de TIN | Processamento Digital - 6 de julho de 2013

    […] Topodata (30m) […]

Deixe uma Resposta