ERDAS 2014: Imagens Pléiades – Conversão de Quadrículas para IMG (R1C1/R1C2… para IMG)

0

Cenário Atual da Distribuição de Imagens de Satélite

A evolução tecnológica tem produzido inúmeras ferramentas para estudo de diferentes aspectos do espaço geográfico. Hoje em dia, o nível de detalhes presente na imagem de satélite proporciona uma leitura mais precisa dos alvos, porém, os dados raster ocupam muito espaço. Pode-se dizer que um pequeno projeto de mapeamento com imagens de alta resolução abandonou definitivamente a marca dos megabytes e fixou moradia na casa do gigabytes. Daqui por diante, o desafio reside nas técnicas utilizadas para armazenar e distribuir esse imenso volume de informações geradas a partir de dados raster.

O fatiamento de imagem é um recurso utilizado pelas empresas de comercializam imagens de alta resolução em todo o mundo. Para facilitar a distribuição de raster via FTP, grandes operadoras internacionais como a DigitalGlobe <https://www.digitalglobe.com/> e a Airbus <http://www.geo-airbusds.com/pleiades/> adotaram a prática de divisão grandes porções de área em pequenas parcelas conhecidas como Telhas ou Quadrículas. Após o recebimento das quadrículas, o usuário pode montar uma imagem única através de uma aplicação para Processamento de Imagens (PDI).

tiling

A limitação física dos formatos de imagem mais comuns (JPEG e TIFF) é outro fator que justifica a distribuição de raster através de Tiles ou Quadrículas. O limite para o fatiamento dos formatos comuns é de aproximadamente:

  • 2 GB para os produtos GeoTIFF;
  • Máximo de 4 GB para JPEG 2000.

Para o satélite Pléiades, nós produzimos um tutorial para junção das quadrículas no ERDAS 2014. Este deve ser o primeiro processo realizado nas imagens em alta resolução.


Download do Tutorial

Escolha um dos formatos abaixo:

Dúvidas e sugestões podem ser enviadas para o e-mail jorgepsantos@outlook.com

 

DEIXE UMA RESPOSTA