Drones auxiliam na produção de cana-de-açúcar

0

Empresa de Sensoriamento Remoto desenvolve solução para vetorização de linhas de plantio e detecção de falhas

Você já ouviu falar sobre o uso de VANT (Veículo Aéreo Não Tripulado, popularmente conhecido como Drone) na agricultura? E ainda sobre como detectar falhas no plantio de cana-de-açúcar com a utilização desses equipamentos?

Estas são questões que estimularam uma empresa brasileira do mercado de Aerofotogrametrias a desenvolver uma tecnologia própria para detecção de linhas e falhas no plantio de cana a partir dos dados coletados por drones. A tecnologia possibilita a vetorização semi-automática de Linhas de Plantio, oferecendo para o setor agrícola uma opção mais ágil e eficaz para esse seguimento.

A partir da coleta de dados com VANT, mais conhecido como Levantamento Aerofotogramétrico, pode-se obter produtos cartográficos com qualidade e precisão que servem como base para estudos de engenharia, produção de mapas, análises cartográficas, hidrográficas, dentre outros.

Uma das vantagens que os VANT’s proporcionam é a capacidade de gerar imagens georreferenciadas devido ao transporte de sensores de alta resolução instalados no veículo e que captam imagens do terreno.

Como é possível detectar as falhas?

Algumas pesquisas foram realizadas e algoritmos capazes de executar a detecção de forma automática foram desenvolvidos. Durante o estudo os pesquisadores entenderam que para executar o algoritmo eram necessárias duas entradas fundamentais: Mosaico de Ortofotos e Linhas de plantio vetorizadas.

Imagem: Senva Sensoriamento Remoto
Imagem: Senva Sensoriamento Remoto

A grande questão é que a maior parte dos projetos não possuem arquivos de linhas para que sejam utilizados como base para gerar as falhas. Desta forma, foi preciso desenvolver um método que criasse um arquivo de linhas de toda a área mapeada.  Através de um software específico, foi possível executar as duas tarefas: vetorizar as linhas e extrair as falhas.

Segundo o diretor técnico, Caio Lúcio Saldanha, o software possui um sistema inteligente que detecta a geometria das linhas e o seu direcionamento. “Em uma área em que o plantio é curvo e não há simetria entre as linhas, o software é capaz de desenhar 30 linhas de forma automática. Por outro lado, em plantio com linhas retas o software vetoriza de forma precisa até 300 linhas de uma só vez.”

Imagem: Senva Sensoriamento Remoto
Imagem: Senva Sensoriamento Remoto

A grande vantagem desse recurso é que, além dos relatórios de falha em percentuais e em metros lineares, o arquivo de linha gerado é compatível com as máquinas colhedoras de cana. Isso quer dizer que o processo de colheita mecanizada pode ser alimentado com os dados gerados pelo software.

Para maiores informações, assista ao vídeo:


Conheça a Senva Sensoriamento Remoto

Para entrar em contato, visite o site oficial da empresa ou entre em contato pelo telefone.

www.senva.com.br
(31) 3080-4730

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA